"O Mestre na arte da vida faz pouca distinção entre o seu trabalho e o seu lazer, entre a sua mente e o seu corpo, entre a sua educação e a sua recreação, entre o seu amor e a sua religião. Ele dificilmente sabe distinguir um corpo do outro. Ele simplesmente persegue sua visão de excelência em tudo que faz, deixando para os outros a decisão de saber se está trabalhando ou se divertindo. Ele acha que está sempre fazendo as duas coisas simultaneamente". (Texto budista)

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Sete Saberes Necessários para a Educação do Futuro



No artigo anterior tratei sobre a questão dos 4 Pilares do Conhecimento. Hoje gostaria de fazer uma explanação sobre um assunto que gosto muito: Os Sete Saberes Fundamentais para a Educação do Futuro
Edgar Morin, nasceu em Paris, em 8 de julho de 1921. É antropólogo, sociólogo e filósofo francês, de origem judaica.
Pesquisador emérito do CNRS (Centre National de La Recherche Scientifique). Formado em direito, história e geografia (minha área... rsrs). Realizou estudos em filosofia, sociologia e epistemologia. É autor de mais de trinta livros e entre eles: Os Sete Saberes Necessários a Educação do Futuro. É considerado um dos principais teóricos da complexidade.
É sobre esse livro que gostaria de tecer alguns comentários.
As transformações tecnológicas, econômicas e culturais colocam cada vez mais a necessidade do conhecimento e da educação do ser humano em toda a sua multiplicidade, para além dos conteúdos (assunto esse que sempre comento aqui no blog). A escola possui uma função formadora e o Ser Humano é um Ser rico em necessidades e capacidades físicas, emocionais, culturais, espirituais e intelectuais.
Para tanto, a preocupação constante da escola é assegurar ao aluno, acesso à permanência e a melhoria de qualidade de ensino, através de um trabalho articulado dos elementos que compõe a equipe escolar, tendo por fio condutor projetos e propostas de trabalhos construídos coletivamente e inseridos em um contexto social, geográfico e histórico.
A educação é compromisso ético; nesse sentido, a escola deverá assumir uma importância cada vez maior como espaço/tempo em que as propriedades sócio-educacionais dos cidadãos possam se concretizar. Isso requer entre outras coisas: ação planejada, vontade política, práticas educativas fundamentadas, sistematizadas, continuadas e aperfeiçoadas continuamente.
Nessa condição citada à cima, a missão do professor toma âmbito ainda maior.  E é justamente ai que cito os Sete Saberes Fundamentais para a Educação do Futuro, de Edgar Morin. Toda a esfera educacional e social deveria atentar a esses saberes.
São eles:
1 – A CEGUEIRA DO CONHECIMENTO: O conhecimento do conhecimento é fundamental para enfrentar a tendência ao erro e a ilusão.
2 – PRINCÍPIOS DO CONHECIMENTO PERTINENTE: O conhecimento precisa aprender os problemas globais e fundamentais, para neles, inserir os conhecimentos parciais locais.
3 – ENSINAR A CONDIÇÃO HUMANA: A educação deve fazer com que cada um tome conhecimento de sua identidade comum a todos os outros humanos.
4 – ENSINAR A IDENTIDADE TERRENA: É preciso ensinar a Era Planetária que se inicia com o estabelecimento da comunicação entre os outros humanos.
5 – ENFRENTAR AS INCERTEZAS: A educação deveria incluir o ensino das incertezas, porque precisamos ensinar os princípios da estratégia que permita enfrentar os imprevistos e o inesperado.
6 – ENSINAR A COMPREENSÃO: Essa deve ser a obra para a Educação do Futuro. O ensino da compreensão será base para o desenvolvimento de uma CULTURA DE PAZ.
7 – A ÉTICA DO GÊNERO HUMANO: Seu ensino deve abraçar o desenvolvimento das autonomias individuais (e aqui não poderia deixar de citar o grande educador Paulo Freire, que sempre defendeu esse tipo de educação), individuais, das participações comunitárias e da consciência de PERCEBER A ESPÉCIE HUMANA.


‘A escola, em sua singularidade, contém em si a presença da sociedade como um todo’ (Edgar Morin)


Recomendo a todas as pessoas a leitura desse livro magnânimo de Edgar Morin, que é pseudônimo de Edgar Nahoum.
Deixo aí essas minhas pequenas reflexões, frisando que, os Sete Saberes da Educação do Futuro, somados aos Pilares do Conhecimento, fornecem sem sombra de dúvidas, bases sólidas para a construção de uma nova solução para o presente século, sem o qual dificilmente se conseguirá atingir os ideais de PAZ, SOLIDARIEDADE E UM MUNDO AMBIENTALMENTE SUSTENTÁVEL.


‘O ensino deve favorecer a arte de agir’ (Edgar Morin)


Um grande abraço a todos...
Paz, sempre... Paz...
Lindo final de semana, linda vida sempre...
Prof. Jeana Andréa
(não deixem de ver os vídeos, são ótimos)