"O Mestre na arte da vida faz pouca distinção entre o seu trabalho e o seu lazer, entre a sua mente e o seu corpo, entre a sua educação e a sua recreação, entre o seu amor e a sua religião. Ele dificilmente sabe distinguir um corpo do outro. Ele simplesmente persegue sua visão de excelência em tudo que faz, deixando para os outros a decisão de saber se está trabalhando ou se divertindo. Ele acha que está sempre fazendo as duas coisas simultaneamente". (Texto budista)

domingo, 27 de novembro de 2011

O Mestre da Vida


'Meu é o conselho e a verdadeira sabedoria; eu sou o entendimento; minha é a fortaleza.' (Pv 8.14)

Olá queridos...
Trago para vocês mais um texto do grande mestre Augusto Cury. Já publiquei um texto dele aqui, inclusive um dos mais acessados: A História da Grande Torre.
Entre tantos livros publicados desse autor, do qual sou apreciadora, no momento estou lendo uma obra linda, intitulada ‘Análise da Inteligência de Cristo’, é uma coleção que tem por objetivo promover uma abordagem do lado psicológico e comportamental de Jesus com aplicação nas diversas áreas do conhecimento humano.
Sua obra, publicada em dezenas de países, é dividida em cinco livros: O Mestre dos Mestres, O Mestre da Sensibilidade, O Mestre da Vida, O Mestre do Amor e O Mestre Inesquecível.
Devido ao alcance da linguagem empregada na obra, vários psicólogos, psiquiatras e professores universitários têm recomendado a leitura dos livros da sua coleção, os quais não são lidos apenas por cristãos, mas também islamitas e budistas.
Estou lendo ‘O Mestre da Vida’ e encontrei esse texto maravilhoso que segue abaixo. Espero que todos apreciem como eu e que tenham a oportunidade de ler essa obra divina que, inclusive deveria ser lida por todos os professores. Pois o Grande Mestre da Vida foi professor de toda uma humanidade e vejam só que interessante: não teve nenhum diploma. Ao contrário, sua humildade foi seu maior alicerce.
Nunca induziu ninguém, fez com que todos aprendessem pelo amor e foi exemplo incondicional desse sentimento. ‘Dei-vos um exemplo para que, como eu vos fiz, também vós façais. Em verdade, em verdade vos digo: não há servo maior do que o seu senhor, nem apóstolo maior do que quem o enviou. Se compreenderdes isso, sereis felizes se o praticardes’ (Jo 13,15-17).

Boa leitura
Quando você estiver só, quando errar, fracassar e ninguém o compreender, quando as lágrimas que nunca teve coragem de chorar escorrerem silenciosamente pelo seu rosto e você sentir que não tem mais forças para continuar sua jornada, não se desespere!
Lembre-se do Mestre da Vida! Ele nos convidou a sermos livres, mesmo diante das turbulências e perdas, mesmo sem haver nenhum motivo aparente para nos alegrarmos. Tenha a mais legítima de todas as ambições: ambicione ser feliz!
Lembre-se que Jesus Cristo, um ser humano igual a você, passou pelos mais dramáticos sofrimentos e os superou com a mais alta dignidade. Seja um apaixonado pela vida como ele foi. Lembre-se que, por amar apaixonadamente a humanidade, ele teve o mais ambicioso plano da história. Nesse plano você é uma pessoa única, e não mais um número na multidão.
Saiba que as flores mais lindas sucedem aos invernos mais rigorosos. Tenha a convicção de que dos momentos mais difíceis de sua vida você pode escrever os mais belos capítulos de sua história.
Nunca desista de você! Dê sempre uma chance a si mesmo. Nunca desista dos outros! Ajude-os a corrigir as rotas de suas vidas. Mas, se não conseguir, poupe energia, proteja a sua emoção e aguarde que eles decidam ser ajudados. Enquanto isso, aceite-os do jeito que são, ame-os com todos os defeitos que têm. Amar traz saúde para a emoção.
Jesus encantava as pessoas com suas palavras. As multidões, ao ouvi-lo, renovavam suas forças e encontravam um novo sentido para suas vidas! Ele reacendeu a esperança de muitos, mesmo quando não tinha energia para falar. Compreendeu o que é ser homem e fez poemas sobre a vida. Pagou um preço caríssimo para cultivar o árido solo de nossas emoções. Brilhou onde não havia nenhum raio de sol. Nunca mais pisou na Terra alguém tão fascinante como o Mestre da Vida.’  (Por Augusto Cury)

Fascinante...  E o que mais me extasia é que, Jesus Cristo dedicou seus dias a nos mostrar o caminho da sabedoria e, mesmo no auge da dor física e psicológica, foi capaz de transmitir lições de fé, de amor, de superação e de humildade. Um exemplo de Mestre...

‘Jesus encantava as pessoas com suas palavras. As multidões ao ouvi-lo, renovavam suas forças e encontravam um novo sentido para suas vidas! Ele reacendeu a esperança de muitos... Compreendeu o que é ser homem e fez poemas sobre a vida, até sangrando... Brilhou onde não havia nenhum raio de sol’. (O Mestre da Vida)

E é isso, por isso sou apaixonada por esse Grande Mestre... Eterna aprendiz de seus ensinamentos. Quem encontrar um aluno meu e perguntar-lhe quem é meu maior exemplo e ídolo, tenho plena convicção que, sem titubear, ele irá lhe responder: A professora ‘Jeana’ é apaixonada por Jesus Cristo!
Assistam aos vídeos!!!

Abraços pessoal... linda vida!!!
Paz... Sempre Paz...
Profª Jeana Andréa